The Demopædia Encyclopedia on Population is under heavy modernization and maintenance. Outputs could look bizarre, sorry for the temporary inconvenience

14

De Demopædia
Ir para: navegação, pesquisa


Panneau travaux.png Advertência. Esta página ainda não tem sido objecto de uma verificação fina. Enquanto este bandeau persistir, é favor considerar-o como temporário.

É favor olhar a página de discussão relativa à esta página para eventuais detalhes.

Esta página ainda não foi actualizada e correspondida à primeira edição do Dicionário demográfico multilingue
e altera esta página, suprime esta advertência.
Regresso ao Página principal | Prefacio | Índice
Capítulo | Introdução | Conceitos gerais índice 1 | Elaboração das estatísticas demográficas índice 2 | Distribuição e composição da população índice 3 | Mortalidade e morbidade índice 4 | Nupcialidade índice 5 | Fecundidade índice 6 | Crescimento e reposição da população índice 7 | Migração índice 8 | Aspectos econômicos e sociais da demografia índice 9
Secção | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 20 | 21 | 22 | 23 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 40 | 41 | 42 | 43 | 50 | 51 | 52 | 60 | 61 | 62 | 63 | 70 | 71 | 72 | 80 | 81 | 90 | 91 | 92 | 93

14

140

A média 1 mais freqüentemente usada em demografia é a média aritmética 2 que consiste na divisão da soma dos valores observados pelo número de observações. A palavra média, quando empregada sem maiores especificações, significa em geral a média aritmética. Emprega-se, às vêzes, a média geométrica 3 para estimar a população total no meio de um período para o qual é conhecida a população dos dois extremos, e que resulta da raiz quadrada do produto das populações em cada extremo. Calcula-se a média ponderada 4 atribuindo-se pêso 5 a cada um dos diferentes termos por ela abrangidos. Mediana 6 é o valor do elemento que divide um conjunto 7 de observações em duas metades e moda 8 ou, melhor, moda bruta 8 o valor mais freqüente de um conjunto de dados.

  • 8. moda, s.f. — modal, adj.

141

A dispersão 1, variação 1 (150-3) ou variabilidade 1 de um conjunto de observações depende dos afastamentos 2 ou desvios 2 (150-3), isto é, da diferença entre seus elementos. Aqui só se mencionam as medidas de dispersão 3 mais comuns. Denomina-se intervalo 4 ou amplitude 4 a diferença entre os valores extremos observados. Intervalo interquartil 5 é aquêle que tem por extremo inferior o primeiro quartil e, por extremo superior, o terceiro quartil (V. § 142) e abrange metade dos elementos do conjunto. Algumas vêzes emprega-se o intervalo semi-interquartil 6, também chamado desvio quartil 6, que contém metade do intervalo interquartil. Desvio médio 7 é a média aritmética (140-2) dos valores absolutos dos afastamentos de cada item, em relação à sua média, variância 8 a média aritmética dos quadrados desses afastamentos e desvio padrão 9 a raiz quadrada da variância.

  • 9. A notação usual para desvio padrão é o.

142

Em uma série de observações dispostas em ordem ascendente, os valores que apresentam abaixo dêles uma certa proporção de observações denominam-se quantis 1. Os quantis mais empregados além da mediana (140-6) são os quartis 2, os decis 3 e os percentis 4 ou centis 4 que dividem o conjunto em quatro, dez e cem partes iguais, respectivamente.

143

Diz-se que uma variável é contínua 1 em dado intervalo, quando pode tomar uma infinidade de valores entre quaisquer de dois pontos contidos nesse intervalo. No caso contrário, chama-se descontínua 2. A variável que só pode tomar determinados valores isolados é uma variável discreta 3.

  • 1. contínua, adj. — continuidade, s.f.
  • 2. descontínua, adj. — descontinuidade, s.f.

144

A distribuição dos elementos de um conjunto, segundo diversos grupos ou classes de determinado atributo ou variável, fornece uma distribuição de freqüência 1 ou, abreviadamente, uma distribuição 1. A freqüência 2 de um valor pertencente a dado conjunto é o número de vezes que êle ocorre nesse conjunto e a freqüência de classe 2, constituída por um intervalo de valores ou categoria de atributos de determinado conjunto, é o número de elementos do conjunto pertencentes à classe. Usa-se o termo freqüência absoluta 2 para acentuar a oposição a freqüência relativa 3 (V. 133-5) ou relação entre o número de elementos de uma classe e o total do conjunto. Em demografia, empregam-se os vocábulos estrutura 4, composição 4 ou distribuição 4 da população, segundo determinada característica.

* * *

Regresso ao Página principal | Prefacio | Índice
Capítulo | Introdução | Conceitos gerais índice 1 | Elaboração das estatísticas demográficas índice 2 | Distribuição e composição da população índice 3 | Mortalidade e morbidade índice 4 | Nupcialidade índice 5 | Fecundidade índice 6 | Crescimento e reposição da população índice 7 | Migração índice 8 | Aspectos econômicos e sociais da demografia índice 9
Secção | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 20 | 21 | 22 | 23 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 40 | 41 | 42 | 43 | 50 | 51 | 52 | 60 | 61 | 62 | 63 | 70 | 71 | 72 | 80 | 81 | 90 | 91 | 92 | 93