Dicionário Demográfico Multilíngüe (Português - edição 1969)

MORTALIDADE fetal

Da Demopædia
Ir para: navegação, pesquisa
MORTALIDADE fetal  


A mortalidade das crianças nascidas vivas, menores de um ano de idade, é chamada mortalidade infantil 1 e de menores de um mês ou, em alguns casos, de quatro semanas (28 dias) é denominada mortalidade neonatal 2. Tem sido sugerido que se denomine, à mortalidade entre o período neonatal 3 e a idade de 1 ano, mortalidade post-neonatal 4. A expressão mortalidade fetal 5 é recomendada pela Organização Mundial de Saúde para designar os óbitos ocorridos antes da expulsão ou extração do produto da concepção (602-6), independentemente da duração da gestação(603-3). Os termos mortalidade \"in utero\" 5 ou mortalidade intra-uterina 5 podem, também, ser empregados. A mortalidade fetal inclui os abortos (provocados e naturais) e a mortinatalidade 6 ou natimortalidade 6. Como as causas de morte do feto, no período final da gestação, e dos nascidos vivos, nos primeiros dias de vida, geralmente resultam de causas endógenas similares, têm sido englobadas, na expressão mortalidade perinatal 7, a mortinatalidade e a mortalidade neonatal.

  • 6. Abortícios e natimortos constituem os "óbitos fetais".


More...



United nations
Departement of Economic and Social Affairs
Population Division

United Nations Logo


International Union
for the Scientific Study
of Population

IUSSP logo
Ferramentas pessoais
Espaços nominais
Variantes
Acções
Ferramentas
Noutras línguas