30

De Demopædia
Ir para: navegação, pesquisa


60px Advertência. Esta página ainda não tem sido objecto de uma verificação fina. Enquanto este bandeau persistir, é favor considerar-o como temporário.

É favor olhar a página de discussão relativa à esta página para eventuais detalhes.

Esta página ainda não foi actualizada e correspondida à primeira edição do Dicionário demográfico multilingue
e altera esta página, suprime esta advertência.
Regresso ao Página principal | Prefacio | Índice
Capítulo | Introdução | Conceitos gerais índice 1 | Elaboração das estatísticas demográficas índice 2 | Distribuição e composição da população índice 3 | Mortalidade e morbidade índice 4 | Nupcialidade índice 5 | Fecundidade índice 6 | Crescimento e reposição da população índice 7 | Migração índice 8 | Aspectos econômicos e sociais da demografia índice 9
Secção | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 20 | 21 | 22 | 23 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 40 | 41 | 42 | 43 | 50 | 51 | 52 | 60 | 61 | 62 | 63 | 70 | 71 | 72 | 80 | 81 | 90 | 91 | 92 | 93

Distribuição e composição da população

30

301

As estatísticas demográficas são, em geral, apresentadas segundo a distribuição geográfica da população 1 ou a distribuição espacial da população 1 e a estrutura (144-4). Cada população vive em uma determinada área 2 ou território 2 e o estudo da distribuição geográfica 3 ou distribuição espacial 3
revela a maneira pela qual ela se distribui no território.

  • 2. território, s.m. — territorial, adj.

302

Ao conjunto de divisões e subdivisões do território (301-2) em que vive uma população denomina-se divisão territorial 1. Para fins administrativos, o território é dividido em unidades administrativas 2 que recebem também a designação de divisões políticas 2. Os geógrafos, por outro lado, dividem a área em regiões 3 ou zonas 4, segundo critérios e tamanhos diversos, tais como regiões polares, zonas climáticas e regiões metropolitanas. Os têrmos região natural 5 e região econômica 6 são usados pelos geógrafos. A denominação de área natural 7 é empregada em ecologia humana (103-5) para definir a área ocupada por uma população com características específicas.

303

As unidades administrativas ou políticas (302-2) diferem de país para país. No Brasil, o território é dividido em unidades da federação que se subdividem em municípios os quais, por sua vez, se decompõem em distritos. As Unidades da Federação, isto é, os estados e os territórios, estão grupadas, geograficamente, em grandes regiões e os municípios ou comunas em micro-regiões homogêneas.

304

A população pode ser sedentária 1, se vive em habitações fixas, ou nômade 2, quando se desloca continuamente de um lugar para outro. A população nômade em processo de transformação em sedentária é chamada semi-nômade 3. Em alguns países, certos grupos étnicos primitivos têm um território delimitado e exclusivo que recebe a denominação de reserva 4.

  • 2. nômade, s.m. e adj. 2 gên.

305

A palavra país 1 designa um território (301-2); a palavra nação 2, um povo 2 ou o conjunto de habitantes de um determinado território, unidos por uma cultura comum; e a palavra estado 3, uma entidade política. Dada a correspondência íntima entre "país", "nação" e "estado", é comum o uso indistinto dos três vocábulos, atribuindo-se-lhes significado idêntico. O estado soberano 4, no sentido precedente, difere do estado 5 (V. 303-4) que constitui parte do estado federal 4 ou federação 4 e, embora possua autonomia administrativa e legislativa, não goza de independência política. O termo território 6 (301-2) significa, em geral, uma área geográfica, mas é empregado, também, para designar uma unidade política, sem qualquer autonomia, administrada pelo governo federal. Em alguns casos, distinguem-se os territórios autônomos 7 dos territórios não autônomos 8.

306

Dentro de um território (301-2), adotam-se certos termos para designar as diferentes espécies de aglomerados 1 ou aglomerações 1, também denominados conglomerados de população 1, conglomerados humanos 1 ou centros populacionais 1. Nas áreas rurais os núcleos populacionais<.b>1 constituem um <b>povoado 2, aldeia 2 ou lugarejo 2. Os agrupamentos urbanos das sedes de distrito (303-3), em geral de pequenas proporções, são vilas 3 e os das sedes de município (303-2) são cidades 4. A sede do governo de um país é a capital federal 5 ou distrito federal 5 e o município sede de um governo estadual é a capital 6 do estado ou território. As grandes cidades são divididas, para fins administrativos, em circunscrições 7, distritos 7, bairros 7 ou regiões 7 e, para fins eleitorais, em zonas 7 ou seções7. </b>

  • 4. Uma cidade muito grande é chamada metrópolemetropolitano, adj.
    cidade, s.f. — urbano, adj.

306

A. No Brasil, cada cidade e cada vila é dividida em zona urbana, zona suburbana e zona rural. O centro de maior concentração predial, onde via de regra se localizam os principais edifícios públicos e mais intensamente se manifesta a vida comercial, financeira e social da sede, constitui a zona urbana. A zona suburbana abrange a área dentro da qual já está se processando a expansão da zona urbana ou que, por suas condições topográficas favoráveis, está naturalmente destinada a próxima expansão. Toda a área situada fora dos limites dos quadros urbano e suburbano é considerada zona rural.

307

Áreas construídas contínuas, decorrentes da aglutinação de localidades limítrofes, embora conservem a independência administrativa, formam uma aglomeração (306-1). A aglomeração urbana 1 é constituída de um centro urbano 2 e subúrbios 3. A expressão área metropolitana 4 designa, em geral, o conjunto de diferentes aglomerações contíguas com autonomia administrativa. Todavia, é empregada, por alguns, como sinônimo de aglomeração urbana. Uma aglomeração rural 5* compreende um povoado ou aldeia (306-2) e os arredores.

  • 3. subúrbio, s.m. — suburbano, adj.
    A área densamente povoada, contígua a uma grande cidade é, às vezes, chamada de periferia urbana.

* * *

Regresso ao Página principal | Prefacio | Índice
Capítulo | Introdução | Conceitos gerais índice 1 | Elaboração das estatísticas demográficas índice 2 | Distribuição e composição da população índice 3 | Mortalidade e morbidade índice 4 | Nupcialidade índice 5 | Fecundidade índice 6 | Crescimento e reposição da população índice 7 | Migração índice 8 | Aspectos econômicos e sociais da demografia índice 9
Secção | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 20 | 21 | 22 | 23 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 40 | 41 | 42 | 43 | 50 | 51 | 52 | 60 | 61 | 62 | 63 | 70 | 71 | 72 | 80 | 81 | 90 | 91 | 92 | 93