81

De Demopædia
Ir para: navegação, pesquisa


60px Advertência. Esta página ainda não tem sido objecto de uma verificação fina. Enquanto este bandeau persistir, é favor considerar-o como temporário.

É favor olhar a página de discussão relativa à esta página para eventuais detalhes.

Esta página ainda não foi actualizada e correspondida à primeira edição do Dicionário demográfico multilingue
e altera esta página, suprime esta advertência.
Regresso ao Página principal | Prefacio | Índice
Capítulo | Introdução | Conceitos gerais índice 1 | Elaboração das estatísticas demográficas índice 2 | Distribuição e composição da população índice 3 | Mortalidade e morbidade índice 4 | Nupcialidade índice 5 | Fecundidade índice 6 | Crescimento e reposição da população índice 7 | Migração índice 8 | Aspectos econômicos e sociais da demografia índice 9
Secção | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 20 | 21 | 22 | 23 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 40 | 41 | 42 | 43 | 50 | 51 | 52 | 60 | 61 | 62 | 63 | 70 | 71 | 72 | 80 | 81 | 90 | 91 | 92 | 93

81

810

Considera-se migração espontânea 1 ou migração voluntária 1 a decorrente de iniciativa dos próprios migrantes. O movimento de retorno ao lugar de origem é denominado migração de retorno 2 ou remigração 2 e, quando patrocinado pelas autoridades, repatriaçao 3. A entrega de um indivíduo pelo governo do país onde êle se encontra ao do país que o reclama para fins de julgamento perante os tribunais ou cumprimento de pena anteriormente imposta é chamada extradição 4*.

  • 1. As migrações espontâneas de caráter freqüente no tempo e no espaço constituem correntes migratórias.
  • 2. remigração, s.f. — remigrar, v. int. — remigrado, adj., aquele que remigrou.
  • 3. repatriaçao, s.f. — repatriar, v.t. — repatriado, adj.
  • 4. extradição, s.f. — extraditar, v.t. — extraditado, s.m., aquele cuja extradição foi concedida — extraditando, s.n., aquele cuja extradição foi solicitada.

811

Quando grupos de indivíduos ou famílias decidem migrar (801-1*) em conjunto, dá-se a migração coletiva 2; não havendo ação combinada, ocorre a migração individual 1. Um grande número de migrantes ocasiona a migração em massa 3. O termo êxodo 4 designa uma súbita emigração em massa, causada por alguma emergência ou catástrofe.

812

A migração espontânea (810-1) opõe-se à migração forçada 1, na qual os indivíduos são compelidos a se deslocarem pelas autoridades públicas. Um exemplo de migração forçada é a expulsão 2 de indivíduos ou grupos de indivíduos do seu local de residência. O termo evacuação 3 é reservado, em geral, ao movimento de populações inteiras devido a catástrofes como terremotos, inundações, operações de guerra etc. Um refugiado 4 migra por vontade própria, embora pressionado a fazê-lo, pois a permanência em seu país pode expô-lo ao perigo de perseguições. Uma pessoa deslocada 5 é aquela que foi transferida, pelas autoridades, de seu lugar de origem para outro. Tal medida decorre, na maioria das vezes, de deslocamento de população 6 ou transferência de população 6 ou, ainda, de troca de população 7, organizados pelo governo.

  • 2. expulsão, s.f. — expulsar, v.t. — expulso, adj. O termo1 deportação designa a expulsão de um indivíduo do país de residência, cuja permanência foi considerada indesejável pelas autoridades.
    deportação, s.f. — deportar, v.t. — deportado, adj. e s.m.
  • 3. evacuação, s.f. — evacuar, v.t. — evacuado, adj.

813

Vários são os processos pelos quais os imigrantes (802-3*) se adaptam às condições do novo meio, a saber: naturalização (331-1) ou aquisição de cidadania; absorção 1 ou penetração na atividade econômica produtiva; assimilaçao 3 ou integração na estrutura social em termos de igualdade; e aculturação 2 ou adoção dos costumes e valores do país de destino (801-4*).

814

Quando os imigrantes (802-3*) oriundos do mesmo território não se assimilam ao novo país, antes conservam os costumes do país de origem (H10.3), constituem o que se chama uma colônia 1. Se o lugar de destino já é habitado, surgem problemas de coexistência 2 entre as diferentes populações, que podem ser solucionados pela fusão 3 ou desaparecimento das diferenças entre elas ou pela integração 4 de uma à outra. A segregação 5 ocorre em território onde duas ou mais populações vivem, mas permanecem separadas por barreiras impostas pelos costumes ou mesmo por força de lei.

  • 1. colônia, s.f. — colonizar, v.t., estabelecer uma colônia ou promover a colonização de um novo território — colono, s. m., membro de uma colônia.
  • 2. coexistência, s.f. — coexistir, v. int. e rel.
  • 5. segregação, s.f. — segregar, v.t.

815

A política migratória 1 é um dos aspectos da política populacional. Na maioria dos países, as leis de imigração 2 restringem a entrada de estrangeiros e estabelecem medidas disciplinadoras como a imigração seletiva 3 ou seleção de imigrantes 3, segundo certas características específicas. Alguns governos adotam sistemas de cota 4 pelos quais o número de imigrantes admitidos de cada país é fixado em relação à nacionalidade de origem 5 dos habitantes do país receptor. A política migratória prevê, ainda, a adoção de medidas destinadas à redistribuição 6 da população, através de migrações internas (802-5).


* * *

Regresso ao Página principal | Prefacio | Índice
Capítulo | Introdução | Conceitos gerais índice 1 | Elaboração das estatísticas demográficas índice 2 | Distribuição e composição da população índice 3 | Mortalidade e morbidade índice 4 | Nupcialidade índice 5 | Fecundidade índice 6 | Crescimento e reposição da população índice 7 | Migração índice 8 | Aspectos econômicos e sociais da demografia índice 9
Secção | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 20 | 21 | 22 | 23 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 40 | 41 | 42 | 43 | 50 | 51 | 52 | 60 | 61 | 62 | 63 | 70 | 71 | 72 | 80 | 81 | 90 | 91 | 92 | 93